Como ser um bom líder em 11 etapas fáceis

Como ser um bom líder? Neste artigo eu trago algumas dicas relacionadas à sua imagem, valores, entusiasmo, motivação ou habilidades sociais com as quais se destacar do resto das pessoas.

Segundo o Dicionário da Língua Espanhola, o líder vem da palavra inglesa "líder", que significa guia. Tem dois significados, um que se refere à "pessoa que lidera ou lidera um partido político, um grupo social ou uma comunidade". Em segundo lugar, define uma "pessoa ou entidade que lidera entre sua classe, especialmente em uma competição esportiva".

Ser um líder não é o mesmo que ser um chefe, para ser o primeiro a ter outra coisa. David I. Bertocci (2009) fala em seu livro da diferença entre líder e gerente. Para fazer isso, ele cita o Dr. David Kozak como afirmando que uma empresa precisa de um líder e um gerente.

Segundo o autor, «os gestores gerenciam equipamentos, processos, sistemas e orçamentos e« coisas », enquanto os líderes negociam com pessoas e pontos de vista».

Seguindo essa diferenciação, pode-se afirmar que o conhecimento psicológico e sociológico é muito importante no exercício da liderança. Por outro lado, é importante ter em mente que existem diferentes tipos de liderança; transformacional, autoritário, democrático ...

Ao longo da história, houve grandes líderes em diferentes áreas da vida, tanto positivas quanto negativas. Por exemplo, o Papa João Paulo II ou o Papa Francisco no campo religioso ou Aung San Suu Kyi ou Nelson Mandela na arena política.

Ter carisma ajuda muito a ser um bom líder, na verdade, há muitos que afirmam que um bom líder nasce e não é feito. No entanto, existem outras estratégias e recomendações para alcançar uma boa liderança, especialmente no mundo dos negócios.

Correr um grupo nunca foi uma tarefa fácil. Você tem que saber como se impor e, ao mesmo tempo, estabelecer um bom ambiente de trabalho entre seus colegas. Um chefe não pode deixar o trabalho de lado, mas ele não pode se concentrar nele sem levar em conta a situação que seu grupo está enfrentando. Não pode ser visto como um tirano, porque se isso acontecer, gerará tensão e relutância ao trabalhar.

Ser a cabeça visível e assumir a responsabilidade sempre envolve um esforço extra. Soma-se a isso a dificuldade de priorizar objetivos, selecionar ideias ou escolher os meios mais eficazes para desenvolver projetos.

Além disso, os grupos de trabalho são muitas vezes heterogêneos, cada pessoa tem um modo de pensar, um caminho e um ritmo de trabalho e necessidades. Unificar as partes da equipe para alcançar o objetivo desejado é uma das tarefas mais complicadas, e mais, se houver restrições econômicas ou de tempo que condicionam o trabalho.

Quando você reúne todos os elementos e monta uma estrutura perfeita para o cumprimento dos objetivos, o sucesso está praticamente assegurado.

Os maiores problemas surgem em momentos de alto estresse, onde sentimentos e emoções tendem a ser canalizados de uma maneira mais impulsiva e os nervos podem ser perdidos.

Abaixo, darei algumas dicas que ajudarão você a resolver problemas com seu grupo de trabalho, obter sucesso profissional e ser visto por seus colegas como um verdadeiro líder.

11 dicas para se tornar um bom líder

1- Conheça o contexto para o qual você está indo e projete sua própria imagem como líder

Um líder tem que saber no campo em que ele se move, para poder direcioná-lo corretamente. Você deve perceber que agora está na sua pessoa para tomar as decisões, e para isso você deve levar em conta alguns aspectos.

Você deve conhecer o contexto social em que você se move, os valores em vigor, tanto nessa sociedade quanto na indústria, para saber como transmiti-los para sua própria equipe.

Por outro lado, é essencial conhecer bem a equipe, o que ela precisa, que modo de pensar, que forma de trabalho, habilidades, conhecimento, rotinas ... Essa etapa é muito importante para saber qual o papel que cada membro do grupo tem melhor desempenho no momento. distribuir o trabalho com base nos objetivos.

Finalmente, é necessário conhecer a si mesmo, as virtudes e defeitos, como pessoa e depois como líder. A imagem que alguém se auto-projeta como líder pode influenciar grandemente a percepção que os outros podem ter de você e vice-versa.

Um artigo de pesquisa escrito por Tekleab e outros em 2007, fala dos efeitos que a autoconsciência ou a projeção têm sobre os outros e sobre a própria formação da autopercepção.

De acordo com este estudo, a autoconsciência da liderança de que a pessoa que lidera o grupo tem não apenas um efeito sobre os outros componentes do grupo, mas essa percepção também é baseada no que esses membros pensam do líder e na descrição que eles dão do seu comportamento. Pode-se dizer que a autoconsciência está satisfeita com os aspectos comuns entre o que o próprio líder pensa sobre si mesmo e o que aqueles que o seguem pensam.

Com base nessa premissa, é fundamental focar nos aspectos de si que se quer transmitir aos seguidores, e assim fazer com que os outros pensem que coincidem nos aspectos máximos possíveis com aquela imagem inicial que queriam transmitir.

2- Você deve ter entusiasmo pelo trabalho que faz ou pelas idéias que defende

John Eric Adair coleciona em seu livro Como Cultivar Líderes: Os Sete Princípios Fundamentais do Desenvolvimento Efetivo da Liderança (2005) algumas características genéricas que os líderes deveriam ter. Entre eles, sinaliza o entusiasmo.

É muito difícil se tornar um bom líder sem sentir paixão pelo trabalho que é feito. Além disso, esse entusiasmo é transmitido para outros colegas ou seguidores.

No entanto, o entusiasmo também envolve riscos. Um artigo publicado em 1990 e escrito por Glassman e McAfee, dois professores da Universidade de Old Dominion, fala sobre os perigos dessa emoção.

Os autores apontam dois tipos de riscos. O primeiro refere-se ao desempenho das atividades do líder. Por exemplo, o líder pode confiar certas tarefas ou programas que o entusiasmam e não conseguem iniciá-los porque ele não recebe o apoio de seus seguidores ou isso não parece ser uma boa idéia.

O segundo tipo de risco é social, que os seguidores não o apóiam por causa de seus sentimentos pessoais em relação ao líder.

No entanto, apesar dos riscos, evitáveis ​​na maioria dos casos, o entusiasmo é essencial para ter idéias criativas sobre os projetos e entusiasmo para liderar um grupo de pessoas, que deve estar convencido da importância de as tarefas e os objectivos a atingir. Algo que só pode ser alcançado se o próprio líder acreditar no que faz.

3- Você deve ser uma pessoa honesta e integral em valores éticos e morais

Um artigo na revista Forbes indica que a honestidade é um dos dez aspectos principais a ter em conta quando se trata de se tornar um bom líder. A autora, Tanya Prive, afirma que um comportamento honesto e ético é a melhor maneira de dar o exemplo ao resto da equipe. Se você é ético normalmente, você tem que ser mais ético quando se dirige a um grupo de pessoas.

Kouzes e Posner (1987) apontam a honestidade como uma característica fundamental para exercer a liderança. Eles explicam que a honestidade é, por sua vez, muito relacionada a valores e ética e que eles são fundamentais para obter a confiança da equipe.

Segundo esses autores, é extremamente importante conhecer a posição ou posição real do líder sobre as questões tratadas. Bem, se você não sabe com certeza quais são os princípios que regem as ações do chefe, isso pode ter repercussões no estresse, conflito, indecisão ou outros problemas como a rivalidade política.

Para confiar em alguém e segui-lo em seus projetos, é necessário ter certeza de sua integridade como pessoa. Um líder deve ganhar a confiança de sua equipe se quiser que eles acreditem nele como o líder do grupo, assim como nos projetos e diretrizes que ele estabelece.

4- Ser humano quando se trata de tratar os membros de sua equipe

Seus seguidores futuros não são sujeitos, mas sim companheiros. John Eric Adair (2005) recolhe em seu livro que é um elemento-chave, comportar-se como pessoa e não como uma entidade fria, isto é, deve ser amigável e amigável quando a ocasião o exigir.

É mais fácil confiar em uma pessoa empática, do que em alguém que não se conecta com seus sentimentos ou emoções, não se coloca em seu lugar.

Além disso, é importante que você seja claro, assim seus colegas poderão saber melhor o que você pensa ou a importância que o projeto em questão tem para você.

Na maioria das vezes, é desconcertante estabelecer um relacionamento de qualquer tipo com uma pessoa que não pareça transparente, suas intenções ou pensamentos não estejam claros.

Não se trata de mostrar fraqueza, mas de seus colegas, mesmo que eles respeitem você por ser o líder, eles vêem você como um igual no negócio.

Mostrar a humanidade no negócio, é essencial para se conectar com os colegas e que eles confiam mais em sua liderança.

5- Delegar tarefas aos membros da equipe

Uma das maneiras mais fáceis de ganhar a confiança de seus seguidores é começar com você mesmo. Se você confia neles e no trabalho deles, seus colegas se sentirão mais valorizados e próximos, emocionalmente falando, de sua pessoa como líder.

Ao confiar certas tarefas a outras pessoas, a figura do chefe se torna mais próxima. Os funcionários se sentirão mais próximos, um ambiente de trabalho mais quente será criado.

Nesse sentido, será muito mais fácil para os trabalhadores levantarem suas dúvidas com mais frequência ou serem menos tímidos quando se trata de contribuir com novas ideias relacionadas ao projeto em questão.

De acordo com Tanya Prive, delegar para os outros é uma força para a empresa. Além disso, através da delegação de tarefas ou tarefas específicas, você descobre o talento e a criatividade das pessoas que compõem sua equipe e ajudam você a conhecê-las melhor.

Kouzes e Posner (1987) recomendam, para exercer uma boa liderança, ser o primeiro a confiar. Eles afirmam que a confiança é contagiosa, mas essa confiança nunca deve ser forçada.

Delegar tarefas é uma boa maneira de começar a mostrar à sua equipe que você confia nele, e depois de um tempo razoável, essa confiança se tornará recíproca. Além disso, sendo o primeiro a promover a confiança através da delegação de trabalho, você se torna um exemplo a ser seguido pelos seus colegas.

6- Estabelecer uma boa comunicação com seu grupo de trabalho

Comunicar adequadamente com sua equipe é essencial para atingir os objetivos estabelecidos e alcançar o sucesso. Bem como para construir um grupo de trabalho coeso e um bom ambiente entre os colegas.

Bambacas e Patrickson (2008) demonstraram que a comunicação interpessoal melhora o comprometimento organizacional. Os dois autores chegaram a essa conclusão após entrevistar 32 gestores de empresas com mais de 100 funcionários.

Eles concluíram que as habilidades de comunicação desempenham um papel fundamental. Há elementos muito importantes a considerar como escuta ativa, a maneira como as mensagens são enviadas aos funcionários, especialmente clareza e em um estilo que gera confiança.

No entanto, eles também perceberam que na maioria das organizações, apesar de sua importância, a comunicação não é muito boa e não é considerada um aspecto essencial para exercer a liderança.

Além disso, estabelecer uma boa comunicação com seus colegas é essencial para que seus seguidores entendam bem as idéias que você tem, os objetivos que deseja atingir e as diretrizes a seguir. Com um bom entendimento por parte do grupo, será muito mais fácil materializar as idéias em sucessos.

Quanto mais comunicativo você se mostrar e mais claro deixar suas idéias e regras, mais eficiente será o trabalho do seu grupo e mais ele se adaptará ao que você estabeleceu.

Por outro lado, uma boa comunicação é a melhor ferramenta para resolver problemas e lidar com os aspectos mais negativos que possam surgir durante o trabalho.

Finalmente, uma das habilidades que deve funcionar mais na comunicação é a escuta ativa. Isso ajudará você a entender melhor as necessidades de sua equipe ea colaborar com elas para resolver os problemas que elas podem enfrentar no desempenho das tarefas.

7- Você deve ser criativo nas suas abordagens

Um líder deve sempre ter novas idéias. Ter um pensamento criativo ajuda muito a tomar decisões rapidamente em momentos críticos.

A inovação nas abordagens é essencial para o seu projeto alcançar o sucesso e vencer a concorrência.

Você vai querer uma equipe criativa que irá ajudá-lo a tomar as soluções mais adequadas e ter as melhores ideias. Mas, para isso, você deve ser aquele que toma a iniciativa.

Se você gastar muito tempo no processo criativo, sua equipe saberá o quanto você é importante nesse assunto e seguirá seu exemplo.

Além disso, você deve levar em conta que, embora possa ir a outras pessoas para ajudá-lo a escolher ou decidir qual é a melhor opção em qualquer questão, a última decisão recai sobre você como a pessoa responsável pela equipe.

8- Promover um bom relacionamento com sua equipe

A parte mais importante do trabalho do líder é lidar com pessoas e não com objetos. É essencial criar um bom ambiente de trabalho, onde as pessoas que compõem a equipe trabalhem à vontade para tirar o máximo proveito dela.

Funcionários motivados sempre vão trabalhar mais do que algumas pessoas que trabalham com apatia.

Existem várias maneiras de manter os membros da sua equipe motivados. Algumas dessas ferramentas podem ser estabelecer objetivos relacionados às suas tarefas ou compensar de alguma forma o trabalho bem feito.

Seus funcionários levarão você em conta se valorizar e reconhecer o trabalho deles. Você também pode e deve estar interessado no que eles estão fazendo em cada momento, fazer recomendações, responder a perguntas ou simplesmente orientar.

Bjergegaard e Popa (2016) lembram que "a liderança coletiva continua sendo a liderança". A equipe é necessária para alcançar o sucesso, portanto, um bom relacionamento entre os colegas deve ser incentivado. Você deve ter mais vezes para as pessoas do que para outros tipos de trabalho.

Algumas das coisas que você pode fazer para melhorar o relacionamento entre os colegas de classe é ouvir atentamente, estar sempre disponível para eles por seus problemas relacionados ao trabalho ou para criar dinâmicas de grupo.

Há outras atividades muito úteis para que as pessoas que compõem o grupo se conheçam melhor, como sair para tomar uma bebida após o horário de trabalho ou organizar um almoço ou jantar de negócios em datas especiais.

Essas opções são muito eficazes para as pessoas se conhecerem em um contexto diferente e mais descontraído e compartilhar experiências e pontos de vista fora do local de trabalho e dos negócios.

9- Mostre segurança em você

A segurança é essencial para confiar em alguém. Segundo Junarso (2009) «um líder é uma pessoa que inspira segurança para os outros».

Os objetivos que você deseja seguir e suas idéias devem ser claros e você deve apostar neles o tempo todo. Se você não acredita, seus funcionários também não acreditam.

Algumas dicas para manter essa segurança em si e em sua abordagem podem ser: não altere as instruções no meio das tarefas sem dar suporte a argumentos ou conte algumas ideias aos seus funcionários e depois desenvolva outras.

Você deve ser coerente com as atividades que faz e tomar suas próprias decisões. Isso não significa que você não pode mudar certas atitudes ou alguns aspectos relacionados a tarefas que não estão dando os resultados esperados.

Além disso, a autoconfiança é fundamental para moldar a autoconsciência do líder de que falei no primeiro ponto.

Para mostrar essa segurança em suas abordagens, primeiro você deve conhecer a si mesmo. Você deve estar ciente de seus pontos fortes e fracos e questionar o que deseja alcançar e como deseja alcançá-lo.

Você deve ser o primeiro a confiar no que propõe, para poder transmiti-lo aos outros. Portanto, antes de submeter-se a um profundo processo de reflexão.

10- Você deve manter uma atitude positiva

O positivo atrai o positivo. Essa atitude é especialmente importante em tempos de crise.

Haverá momentos em que você e seus colegas podem se sentir frustrados por ter feito um trabalho que não obteve o sucesso esperado. Nestas circunstâncias, é necessário que você se mostre positivo para que sua equipe não perca a motivação e continue trabalhando com o mesmo espírito para alcançar outros objetivos.

Como Tanya Prive escreve no artigo da revista Forbes, é essencial manter os espíritos sempre no campo de trabalho. O líder deve "manter o ambiente do escritório com equilíbrio entre produtividade e bom senso de humor".

11- Aprenda a inspirar e motivar os outros

A melhor maneira de ser um exemplo a seguir é agir como tal. A iniciativa deve sempre recair sobre você como líder. Por exemplo, se você quer que sua equipe dê importância ao trabalho, você é o primeiro a fazer um esforço e colocar todo o seu esforço nesse trabalho.

É muito difícil confiar e seguir alguém que demonstra relutância em seus projetos ou que não age corretamente.

Para ver claramente que é você quem tem a chave para que os outros o sigam, você pode fazer o seguinte exercício. Analise alguns líderes atuais ou a história e pergunte-se por que as pessoas os seguem. A resposta é que eles são sempre muito bons em algum campo e são um modelo a esse respeito.

Portanto, o primeiro passo que você deve tomar se quiser se tornar um bom líder é se esforçar para ser o melhor em seu trabalho e agir com aqueles que o cercam, como você gostaria que eles agissem com você.