15 Sinais do Comportamento Ético do Pesquisador

Alguns dos principais sinais do comportamento ético do pesquisador são a honestidade, a conformidade com a legalidade, a não discriminação, a responsabilidade social, a devida orientação ou o cuidado com os animais.

Como a pesquisa geralmente envolve grande cooperação e coordenação entre muitas pessoas diferentes em diversas disciplinas e instituições, os padrões éticos promovem valores essenciais para o trabalho colaborativo, como confiança, responsabilidade, respeito mútuo e justiça.

Por exemplo, muitos padrões éticos em pesquisa, como diretrizes para autoria, direitos autorais e políticas de patentes, políticas de troca de dados e regras de confidencialidade na revisão por pares, são projetados para proteger os interesses. da propriedade intelectual, incentivando a colaboração.

15 Sinais do comportamento ético do pesquisador

Dada a importância da ética na condução de pesquisas, não deveria ser surpreendente que muitas associações profissionais, agências governamentais e diferentes universidades tenham adotado códigos, regras e políticas específicas relacionadas à ética em pesquisa.

Muitas agências governamentais, como os Institutos Nacionais de Saúde, Administração de Alimentos e Drogas, Agências de Proteção Ambiental e Departamentos de Agricultura, desenvolveram regras éticas que devem ser cumpridas pelos pesquisadores financiados.

Políticas de ética em pesquisa influentes incluem:

  • A Declaração de Singapura sobre a integridade das investigações
  • The American Chemical Society
  • O Código de Conduta do Químico Profissional
  • O Código de Ética (Sociedade Americana de Ciências Laboratoriais Clínicas)
  • A associação psicológica americana
  • Os Princípios Éticos dos Psicólogos e o Código de Conduta, Ética e Responsabilidade Profissional (American Anthropological Association)
  • Declaração sobre Ética Profissional (Associação Americana de Professores Universitários)
  • O Código de Nuremberg
  • A Declaração de Helsinque da Associação Médica Mundial.

O que se segue é um resumo aproximado e geral de alguns sinais de comportamento ético que um pesquisador deve possuir.

1- Honestidade

Baseia-se em se esforçar para ser honesto em todas as comunicações científicas. Forneça ao leitor relatórios, dados, resultados, métodos, procedimentos e status das publicações honestamente. Não fabricar, falsificar ou distorcer dados. Não engane colegas, patrocinadores de pesquisas ou o público.

Os vieses devem ser evitados em projetos experimentais, análise de dados, interpretação de dados, revisão por pares, decisões de pessoal, redação de subsídios, testemunho de especialistas e outros aspectos de pesquisa nos quais a objetividade é esperada ou exigida.

Evite ou minimize o preconceito ou o auto-engano. Divulgue interesses pessoais ou financeiros que possam afetar a investigação.

3- Integridade

Cumpra promessas e acordos, aja com sinceridade, busque coerência de pensamento e ação.

4- Cuidado

Evite descuido e negligência, examine crítica e cuidadosamente o seu próprio trabalho e o dos seus colegas.

Manter bons registros de atividades de pesquisa, como coleta de dados, projeto de pesquisa e correspondência com agências ou revistas.

5- Abertura

Compartilhe dados, resultados, ideias, ferramentas e recursos. Esteja aberto a críticas e novas idéias.

Honrar patentes, direitos autorais e outras formas de propriedade intelectual. Não use dados, métodos ou resultados não publicados sem permissão.

Dar o devido reconhecimento ou crédito por todas as contribuições para a pesquisa. Nunca plagie.

7- Confidencialidade

Proteja as comunicações confidenciais, como documentos ou concessões enviadas para publicação, registros pessoais, segredos comerciais ou militares e registros de pacientes.

8- Publicação responsável

Publicar para avançar a pesquisa, não poder avançar para a próxima etapa. Evite publicação inútil e duplicada.

9- Orientação Responsável

Ajude a educar, orientar e aconselhar os alunos. Promova seu bem-estar e permita que eles tomem suas próprias decisões.

10- Responsabilidade social

Esforçar-se para promover o bem social e prevenir ou mitigar os danos sociais através da pesquisa, educação pública e promoção.

Evite a discriminação de colegas ou estudantes por gênero, raça, etnia ou outros fatores não relacionados à competência e integridade científica.

12- Concorrência

Manter e melhorar a sua própria competência e experiência profissional através da educação e aprendizagem ao longo da vida. Tome medidas para promover a concorrência na ciência como um todo.

13- Legalidade

Conhecer e obedecer às leis relevantes e políticas institucionais e governamentais.

14- Cuidados com animais

Mostrar o devido respeito e cuidado com os animais quando eles são usados ​​em pesquisas. Não realize experimentos desnecessários ou mal projetados com animais.

15- Proteção de seres humanos

Ao realizar pesquisas em seres humanos, é importante minimizar os danos e riscos e maximizar os benefícios.

Respeite a dignidade humana, a privacidade e a autonomia. Tome precauções especiais com populações vulneráveis ​​e tente distribuir os benefícios e os encargos da investigação de forma justa.

Por que esses sinais são importantes?

A maioria dos pesquisadores quer receber crédito por suas contribuições e não quer que suas idéias sejam roubadas ou reveladas prematuramente.

Muitos desses padrões éticos ajudam a garantir que os investigadores possam prestar contas ao público.

Por exemplo, políticas federais sobre desvios de conduta em pesquisa, conflitos de interesse, proteção de seres humanos e cuidados e uso de animais são necessárias para garantir que os pesquisadores financiados por dinheiro público sejam responsabilizados. o público.

Os padrões éticos em pesquisa também ajudam a criar apoio público para a pesquisa.

É mais provável que as pessoas financiem um projeto de pesquisa se puderem confiar na qualidade e integridade da pesquisa.

Finalmente, muitos dos padrões de pesquisa promovem uma variedade de outros importantes valores morais e sociais, como responsabilidade social, direitos humanos, bem-estar animal, aplicação da lei e saúde pública e segurança.

Os erros éticos na pesquisa podem prejudicar significativamente os seres humanos e animais, os estudantes e o público.

Por exemplo, um pesquisador que inventa dados em um ensaio clínico pode ferir ou até mesmo matar pacientes, e um pesquisador que não esteja em conformidade com os regulamentos e diretrizes relacionados à radiação ou à segurança biológica pode colocar em risco sua saúde e sua segurança. pessoal e outras pessoas.