As 10 principais atividades econômicas da Argentina

Algumas das principais atividades econômicas da Argentina são pecuária, petróleo, mineração, fabricação de automóveis ou turismo.

As atividades econômicas são todas ações realizadas em uma sociedade, região ou país com o objetivo de produzir bens ou oferecer serviços necessários para seu sustento e geração de riqueza.

Cada país, de acordo com sua situação geográfica, clima e características sociais, desenvolve diferentes atividades econômicas. Embora a maioria das nações do mundo esteja inserida em um modelo econômico capitalista, suas atividades econômicas variam não apenas entre um país e outro, mas entre as diferentes regiões do mesmo país, e também mudam de acordo com o momento histórico que é deles. atravessar

Guerras, crises econômicas regionais, desastres naturais, bons ou maus governos e avanços tecnológicos são alguns dos fatores que afetam o surgimento ou o declínio de certas atividades econômicas em um determinado país.

Segundo dados do Fundo Monetário Internacional, a Argentina ocupa a 26ª posição entre as maiores economias do mundo e é a terceira na América Latina, depois do México e do Brasil.

Atividades econômicas primárias, secundárias e terciárias

Atividade econômica primária é entendida como qualquer atividade que utiliza recursos naturais. Os principais e mais comuns são agricultura e pecuária, pesca, mineração e extração de madeira; A geração de energia eólica, hidrelétrica ou solar também pode ser incluída neste grupo.

As atividades secundárias incluem todas aquelas derivadas ou que são uma consequência da atividade primária anterior. Ou seja, a conversão que é feita para o que é obtido cultivando a terra, criando gado, minerando ou vendendo energia. Em resumo, a atividade secundária transforma a matéria-prima em produtos manufaturados.

Atividades terciárias são os serviços prestados para a realização de atividades primárias e secundárias; eles são muito numerosos, mas podemos citar o transporte, a venda, administração, contabilidade, publicidade, seguradoras, bancos, telefonia e serviços de internet, etc.

Sob essas premissas iniciais, comentaremos as principais atividades econômicas da Argentina na última década.

Principais atividades econômicas da Argentina

Atividades primárias

As principais atividades da Argentina representam aproximadamente 9% do PIB e são baseadas na produção agrícola.

1- Soja

A Argentina é o terceiro produtor mundial, depois dos Estados Unidos e do Brasil. A soja é um cereal que se tornou muito popular não só pelas suas propriedades alimentares e seu uso para consumo humano, mas como um biocombustível.

2- Gado

Embora não participe mais de uma proporção tão alta do PIB como no século XIX e até meados do século XX, a pecuária ainda é uma parte importante da economia, já que representa 10% das exportações.

A carne argentina continua sendo reconhecida pela sua alta qualidade em todo o mundo, mas a cada ano é decidido expandir a área para o cultivo de soja, sacrificando por isso as grandes pastagens que a pecuária precisa.

3- Frutos

Outros produtos importantes são maçãs e frutas cítricas, bem como azeitonas e uvas para vinificação.

80% das exportações argentinas são de origem agrícola.

4- Petróleo e gás

De acordo com os cálculos mais recentes disponíveis (2015), este país tem reservas comprovadas de 27 bilhões de barris de petróleo não convencional e 802 trilhões de pés cúbicos de gás não convencional.

Esse número permite que a Argentina seja incluída entre os cinco países com as maiores reservas de hidrocarbonetos do mundo.

5- Minerais

Da mesma forma, este país do sul tem importantes depósitos de ouro, prata, cobre e outros minerais.

Atividades secundárias

As atividades secundárias na Argentina representam pouco mais de 30% do seu PIB, destacando-se:

6- Fabricação de automóveis

A Argentina começou a fabricar carros após a Segunda Guerra Mundial e continua até hoje, sendo um dos 40 países que o fabricam no mundo. O número de carros fabricados está em declínio, mas cerca de meio milhão por ano.

7- Montagem de aparelhos eletrônicos como televisores e celulares

8- Fabricação de calçados e produtos de couro, produtos químicos, metalúrgicos e siderúrgicos.

A indústria argentina ocupa 19% da população economicamente ativa e é a que mais contribui para o tesouro nacional, através de impostos.

Atividades terciárias

As atividades terciárias são aquelas de maior crescimento e aquelas que exercem maior influência sobre o Produto Interno Bruto da Argentina, com mais de dois terços do total. Entre eles estão:

9- Turismo e seus serviços relacionados, como hotéis, gastronomia e transporte

10- Comércio varejista, serviços bancários, financeiros e imobiliários, comunicações e serviços de saúde, entre outros.

O setor de comércio e serviços emprega 2 de cada 3 trabalhadores do setor privado. Além disso, é um contribuinte muito importante e um participante muito importante no comércio exterior da Argentina, com cerca de 20% do total das exportações.

Comércio e turismo juntos, representam a primeira atividade econômica do país.

Atividades quaternárias

Com a iminente chegada da tecnologia na segunda metade do século XX e entendida como parte fundamental do desenvolvimento humano no século XXI, surge agora um novo componente que dificulta sua localização dentro da tradicional categorização das atividades econômicas (primária, secundária e terciario).

Tinha que incluir uma nova categoria que alguns chamam de "avançado terciário" e outros "quaternários", em que todas as atividades tecnológicas e científicas estão incluídas.

É impossível conceber o mundo atual sem uma única atividade que não seja atravessada, em maior ou menor grau, pela tecnologia.

Visto desta perspectiva, pode-se dizer que esta é a atividade mais importante para o desenvolvimento econômico de qualquer nação, e a Argentina obviamente não é a exceção.

Biotecnologia, robótica, eletrônica e microeletrônica têm sido protagonistas no desenvolvimento econômico desse país sul-americano, aplicando-os tanto na agricultura quanto na produção de peças e peças e na montagem de produtos eletrônicos, entre outras atividades.