O que é o prato de boa comida e o jarro de boa bebida?

O prato de boa comida e o pote de boa bebida são ferramentas úteis de auxílio gráfico para representar o modo ideal de alimentação para os seres humanos.

Estes gráficos visam promover uma dieta saudável, que combina diferentes tipos de alimentos de acordo com seu valor nutricional.

O objetivo de ter uma dieta equilibrada é poder viver mais saudável. Desta forma, quando comemos bem, nosso corpo se sente bem e podemos ter um melhor desempenho nas atividades que realizamos diariamente. Dentro desta dieta também incluímos as bebidas que devemos consumir e suas quantidades.

Os gráficos da boa mesa e do bom consumo incluem diferentes grupos de alimentos e bebidas que devemos consumir de maneira regular e controlada.

Esses grupos são divididos por cores, o que torna a leitura dos gráficos muito mais fácil.

Entre os alimentos do prato de boa alimentação, temos frutas e legumes, cereais e alimentos de origem animal.

Por seu turno, o jarro de beber bem inclui água, produtos lácteos, infusões, bebidas não calóricas, bebidas de alto teor calórico e bebidas açucaradas (Cortés, 2013).

O prato do bem comer

Tipos de comida

A fim de promover uma dieta saudável, o prato da boa alimentação aponta três tipos de alimentos importantes que os seres humanos devem consumir diariamente.

Isso para ter uma dieta balanceada (Emyi, 2011). Estes alimentos são os seguintes:

1 - Frutas e Legumes

De acordo com a placa de boa alimentação, devemos incluir pelo menos cinco porções de frutas e vegetais diariamente em nossa dieta.

Idealmente, devem ser crus e preservar sua pele, maximizando assim seu alto teor de fibras.

Recomenda-se também que frutas e legumes da estação sejam consumidos, pois estes são geralmente os mais frescos.

Alguns exemplos incluem frutas cítricas, bananas, papaias, cenouras, brócolis, diferentes tipos de abóbora, entre outros.

2 - Cereais e Legumes

Os cereais contêm a maior quantidade de carboidratos usados ​​pelo corpo como energia. Portanto, estes são os alimentos essenciais para que o organismo possa realizar suas atividades diárias de forma otimizada.

Este grupo inclui cereais como arroz, trigo, milho e aveia. Recomenda-se que esses cereais sejam de origem integral, graças ao seu alto teor de fibras.

Por outro lado, leguminosas como feijão, feijão e lentilha também são encontradas nesse grupo.

3 - Alimentos de origem animal

Este grupo inclui todos os alimentos cuja origem é animal. Em geral, são alimentos ricos em gorduras e proteínas, portanto seu consumo deve ser mais controlado.

Nesse sentido, considera-se que alimentos de origem animal não devem ocupar mais de um quarto do prato (Sportlife, 2017).

Critérios de alimentação

A placa de boa alimentação também inclui os seguintes critérios de boa nutrição:

Completo

A dieta deve incluir todos os tipos de alimentos mencionados acima. Desta forma, devemos tentar incluir pelo menos um alimento de cada tipo em todas as refeições do dia.

Balanceado

As proporções entre os alimentos devem ser mantidas, alternando os ingredientes nas preparações alimentícias.

Suficiente

Eles devem atender às necessidades nutricionais de cada indivíduo. Essas necessidades variam de acordo com a idade, sexo, nível de atividade física, altura e condição fisiológica.

Vários

Você deve misturar diferentes tipos de alimentos de cada grupo em cada menu preparado.

Higiênico

A comida deve ser preparada, servida e ingerida com limpeza.

Adequado

O consumo de alimentos deve levar em conta os hábitos, gostos, costumes e disponibilidade deles dentro de cada região.

Recomendações

O prato da boa alimentação faz as seguintes recomendações para ter uma dieta lucrativa:

1 - Muitas frutas e verduras devem ser consumidas, preferencialmente cruas e com casca. Desta forma, seu alto teor de fibras e vitaminas é usado. Além disso, frutas e vegetais sazonais devem ser consumidos, porque eles são mais frescos e têm um preço melhor, geralmente.

2- Você deve consumir cereais suficientes misturados com leguminosas. Esta combinação equilibrada garante a ingestão adequada de carboidratos e proteínas vegetais que o corpo precisa para funcionar adequadamente.

3 - O consumo de alimentos de origem animal deve ser controlado. É recomendado principalmente para comer carne branca sem pele, como frango ou peixe. Além disso, indica o consumo de produtos lácteos com baixo teor de gordura e controla a ingestão de gorduras saturadas e colesterol.

4 - Coma o que está certo de acordo com as necessidades e características pessoais. Isso permitirá evitar o risco de obesidade.

5 - Evitar o consumo de gorduras, sais, óleos e açúcar, com o objetivo de evitar o risco de obesidade.

6 - Em caso de consumo de gorduras, recomenda-se o consumo de óleos sobre manteiga ou margarina. Isso ocorre porque os óleos têm um conteúdo nutricional melhor do que as manteigas e as margarinas.

O jarro de beber bem

O jarro de boa bebida, por sua vez, indica os líquidos que devemos consumir diariamente em nossa dieta.

Isso indica a importância de consumir água em detrimento de outras bebidas. Desta forma, o jarro de beber bem é dividido em seis níveis que devem ser levados em conta na dieta de todos os adultos (EquipoTICs20122016, 2012).

Níveis

Cada um dos níveis de líquidos que devem ser consumidos inclui as quantidades que um adulto deve ingerir em sua dieta diária para que seja saudável.

Nível 1 - Água Potável

A água potável é a bebida mais saudável e a que deve ser mais consumida para satisfazer as necessidades do corpo. Nesse sentido, recomenda-se consumir pelo menos oito copos de água por dia.

Nível 2 - Leite semidesnatado

O leite que consumimos deve ser semidesnatado e sem adição de açúcar. Desta forma, podemos consumir proteínas de origem animal sem um alto teor calórico. Recomenda-se consumir dois copos de leite por dia.

Nível 3 - Café e chá sem açúcar

Dentro destas infusões, recomenda-se consumir no máximo quatro xícaras de 250 ml por dia. Essas infusões geralmente fornecem vitaminas e aminoácidos à dieta diária.

Nível 4 - Bebidas não calóricas

São bebidas com adoçantes artificiais, como refrigerantes dietéticos, água com adição de vitaminas, bebidas "dietéticas" e café ou chá energizantes. Recomenda-se consumir cetro a dois copos por dia.

Nível 5 - Bebidas com alto valor calórico

São bebidas com valores nutricionais limitados. Isso inclui sucos de frutas, bebidas alcoólicas, leite integral e bebidas esportivas.

Nível 6 - Bebidas com açúcares e baixo teor de nutrientes

Isso inclui refrigerantes e bebidas com adição de açúcar. Existem sucos e café com açúcar. Seu consumo não é recomendado, pois contém muitas calorias (González, 2017).