Comida típica de Monterrey (México): 7 Platos Comunes

A comida típica mais representativa de Monterey é composta pelos seguintes pratos: cabrito assado ou cabrito al pastor, esmagados ou esmagados, arrachera, capirotada, churrasco, feijão com veneno e cuajitos.

Esta gastronomia tem influência dos judeus sefarditas, mas também de seus ancestrais indígenas.

Portanto, há uma grande variedade de carnes disponíveis na culinária de Monterrey, como cabrito, carne de porco, vaca e frango, sem esquecer as tradicionais tortilhas e o milho típico da culinária mexicana em geral.

A gastronomia do estado de Monterrey inclui pratos salgados e pratos doces que costumam ir atrás da sobremesa.

O habitual é acompanhar as refeições com horchata ou cerveja, bebidas à base de arroz e cevada, respectivamente.

8 pratos típicos da comida de Monterrey

1- criança assada ou criança ao pastor

É o prato par excellence de Monterrey por ser o favorito nos paladares nacionais e estrangeiros.

É carne de cabritos jovens de 40 ou 45 dias de idade que são cozidos nas brasas banhadas em um molho temperado que enriquece o sabor da carne.

O suco ou molho que é jogado na carne tem diferentes variedades, mas a versão mais tradicional é feita com cebola, alho picado, suco de limão, pimenta, sal e açúcar.

Os acompanhamentos de carne são geralmente feijões e tortillas.

É o legado dos mais importantes judeus sefarditas na gastronomia de Monterrey, uma vez que o bode é um animal sagrado para eles e foi a oferta para o Senhor.

2- Esmagar ou esmagar

Não há certeza absoluta sobre a origem deste prato, mas os pesquisadores apontam para o estágio pré-hispânico, isto é, de indígenas endêmicos da região, por não conhecerem um sistema de preservação da carne adicional ao sal e deixá-lo secar ao sol.

É carne desfiada seca (a outra variação é com carne de veado) com ovos mexidos. É acompanhado de tortillas de farinha de trigo (típicas do norte do México) e um pouco de molho picante. Geralmente é consumido pela manhã no café da manhã ou no almoço.

3- Arrachera

Outro prato que confirma a carne bovina como um dos produtos mais utilizados na culinária mexicana (México Gastronomía, 2017).

Neste caso, o prato deve seu nome ao tipo de corte da carne proveniente do diafragma da vaca (México Gastronomía, 2017).

A cozedura é feita na grelha e tem dois processos para suavizar esta secção de carne que é dura quando está crua.

O primeiro é cortar os ligamentos e nervos antes de cozinhar para torná-lo mais macio; a segunda é a marinada da carne com temperos à base de vinagre que suavizam sua textura.

Novamente as tortilhas e o molho picante escolhido pela lanchonete são os acompanhamentos para este prato, embora existam variações que apresentem feijão, legumes ou batatas (batatas).

4- Churrasco

Nem é exclusivo para Monterrey, ao contrário de cabrito al pastor, mas ainda permanece um prato representativo deste estado.

O churrasco não é um tipo ou corte de carne senão uma forma de preparo do mesmo de origem pré-colombiana. É adequado para cozinhar carne de vaca, porco, cabra, ovelha, veado e até frango ou peixe.

No caso particular de Monterrey, eles preferem carne e cozinhe banhada em seu suco junto com sal, alho e cebola (como sabores naturais básicos).

Algumas alternativas de suco adicionam chili para dar o toque picante que os mexicanos gostam tanto.

Como é um método de cozimento, pode ser consumido sozinho, com tortillas (para fazer taquitos) e feijão ou com o garnish desejado. Da mesma forma, é propício a qualquer hora do dia.

5- Feijão com veneno

O nome pode parecer desanimador para consumir, mas é porque inclui duas variedades de chili que tornam o prato bastante picante e pode ser "venenoso" para línguas inexperientes em tolerância picante.

É feito com carne de porco, de preferência uma parte desossada e com pouca gordura e a marinada é feita com alho, vinagre de maçã, cebola, chiles largos, chiles guajillo, sal, cominho e especiarias (orégano, louro, pimenta e tomilho). Os feijões são bayos com a apresentação de grãos refried, isto é, secos e puré.

Pode ser acompanhado com arroz, embora o conteúdo per se do prato não requeira enfeite. É consumido como aperitivo ou como sopa.

6- Cuajitos

É um prato composto de carne tenra e suculenta ou cabra. Hoje em dia, graças aos fogões lentos ou algumas substâncias suavizantes, o seu tempo de cozedura foi reduzido para uma hora.

No entanto, da maneira tradicional, a água foi fervida com cebola, alho, tomate (ou tomate, como dizem no México), cominho, orégano, pimenta, sal e pedaços gordurosos de carne ou cabra por seis horas.

Eles podem ser acompanhados com tortillas para prová-los como taquitos, com feijão ou arroz.

7- Capirotada

É uma das opções de sobremesa após os principais pratos mencionados acima. A capirotada é uma sobremesa tradicional consumida principalmente durante a Quaresma e a Semana Santa.

É composto de pão torrado cortado em fatias cobertas com açúcar mascavo que é assado e, em seguida, passas, queijo, coco ralado, banana ou banana fatiada, amendoim, canela e nozes são adicionados.

A adição ou extração de algum ingrediente da cobertura da torrada varia de acordo com o gosto de cada família.

A capirotada não é exclusiva para Monterrey, mas a preparação com os ingredientes mencionados faz dela própria.