As 9 principais características do desenvolvimento sustentável

O desenvolvimento sustentável consiste em satisfazer as necessidades básicas da humanidade de maneira responsável, de modo a não pôr em perigo o bem-estar das futuras gerações.

Normalmente, a ideia de desenvolvimento está associada aos avanços tecnológicos, à produção massiva de bens e à construção de infraestruturas como edifícios e estradas.

No entanto, é claro que os avanços nesses aspectos não são necessariamente benéficos quando são realizados de forma irresponsável. Pelo contrário, o desenvolvimento irresponsável contribuiu para a deterioração do meio ambiente e o aumento da pobreza e da desigualdade.

É por isso que é necessário encontrar alternativas para que todos os seres humanos possam satisfazer suas necessidades de maneira ética e responsável. Ou seja, o bem-estar de algumas pessoas depende do desconforto dos outros ou da destruição do meio ambiente.

Principais características do desenvolvimento sustentável

Desenvolvimento sem danos ambientais

O desenvolvimento sustentável baseia-se na crença de que é possível alcançar o desenvolvimento econômico e social sem prejudicar o meio ambiente.

Nenhum desses três pilares é mais importante que os outros. É por isso que é essencial trabalhar em todos para alcançar um verdadeiro desenvolvimento sustentável.

Sustentabilidade econômica

Isso significa que os esforços empresariais e governamentais devem produzir rentabilidade econômica. Caso contrário, mesmo que sejam social e ambientalmente adequados, eles não podem ser sustentáveis ​​ao longo do tempo.

Existem empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável, que trabalham para desenvolver tecnologias que lhes permitam receber benefícios econômicos com menor impacto no meio ambiente.

Sustentabilidade social

Refere-se à preocupação com a qualidade de vida das pessoas. Ou seja, reduzindo os efeitos sociais negativos que o desenvolvimento de negócios pode ter e aumentando os efeitos que são considerados positivos.

Isso se refere às condições salariais dos empregados e à geração de emprego, mas também ao impacto que uma empresa pode ter dentro dos costumes de uma comunidade.

A sustentabilidade ambiental

Refere-se à conservação da biodiversidade e ecossistemas e baseia-se em três condições básicas:

  1. Use os recursos renováveis ​​com moderação para que eles possam ocorrer novamente

Por exemplo, se as árvores são cortadas de uma floresta em alta velocidade, é provável que elas sejam destruídas antes que novas árvores cresçam. Portanto, é necessário levar em conta quanto tempo levará para crescer novamente para planejar o corte com responsabilidade.

  1. Use poluentes com moderação para que o ambiente possa absorvê-los ou neutralizá-los

Por exemplo, é possível que o uso repetido de pesticidas nas plantações possa afetar o ecossistema. É por isso que é necessário minimizar seu uso ou usar pesticidas naturais que tenham menos conseqüências ambientais.

  1. Use recursos não renováveis ​​com parcimônia, para que eles não terminem antes que você possa substituí-los

Por exemplo, petróleo e carvão são recursos não renováveis ​​em risco de esgotamento. É por isso que é necessário moderar seu uso para que suas fontes não sejam concluídas antes de encontrar outros recursos que cumpram todas as suas funções.

Objetivos com pessoas

Em setembro de 2015, a Assembléia Geral das Nações Unidas estabeleceu 17 objetivos para o desenvolvimento sustentável.

A eliminação da fome e da pobreza é necessária para alcançar o desenvolvimento sustentável. Desta forma, todos os seres humanos serão capazes de satisfazer suas necessidades básicas e se desenvolver com dignidade.

Objetivos com o planeta

As formas de exploração dos recursos naturais que são usadas hoje são altamente destrutivas. É urgente enfrentar as mudanças climáticas e encontrar alternativas responsáveis ​​para aproveitar os recursos naturais.

Objetivos com prosperidade

Assegure-se de que todos os seres humanos possam ter uma vida próspera. Que a tecnologia e o progresso econômico são produzidos em harmonia com a natureza.

Objetivos com paz

Não é possível alcançar a igualdade nas sociedades atravessadas pelo medo e pela violência. É por isso que contribuir para o fim dos conflitos armados é parte do trabalho para o desenvolvimento sustentável.

Objetivos com alianças

O desenvolvimento sustentável não é possível sem a participação de todos os países. É por isso que é necessário estabelecer alianças e, acima de tudo, que os países mais desenvolvidos promovam essas iniciativas aproveitando suas vantagens sobre os países em desenvolvimento.

Ações diárias para o desenvolvimento sustentável

O desenvolvimento sustentável é um objetivo muito ambicioso, mas muito necessário. É por isso que exige o compromisso e a responsabilidade de governos, empresas e organizações internacionais.

No entanto, essa tarefa não corresponde apenas às grandes instituições. É também necessário que todas as pessoas entendam os princípios do desenvolvimento sustentável e mudem seus hábitos de vida e consumo.

Em todas as atividades diárias, há decisões de consumo. Ao escolher os produtos alimentares básicos, ao decidir qual o meio de transporte para ir trabalhar e até quando as compras são feitas, o desenvolvimento responsável pode ser ajudado.

Estas são algumas decisões cotidianas que podem contribuir para o desenvolvimento sustentável:

  • Imprima apenas o que é necessário: é uma ação bastante simples, mas necessária. Reduzir o desperdício de papel em casa e no trabalho reduz o abate de árvores.
  • Escolha a bicicleta e o transporte público sempre que possível. Isso reduz o gasto de combustíveis provenientes do petróleo e da poluição ambiental.
  • Reduzir o uso de embalagens: o plástico também vem do petróleo e, quando chega ao mar, muitas vezes leva à morte de muitas criaturas marinhas. É por isso que é importante substituir os sacos de plástico por sacos de pano reutilizáveis.
  • Faça compras sustentáveis: não compre mais do que você vai consumir e escolha aquelas frutas e vegetais que têm formas raras, mas saudáveis, ajuda a reduzir o desperdício.
  • Dar segunda vida às coisas: roupas, livros e certos utensílios podem ter uma segunda vida. Doe o que não é mais usado ou comprado em lojas de segunda mão, é uma boa alternativa para reduzir o desperdício.
  • Vote de forma sustentável: as decisões mais importantes para o desenvolvimento sustentável são tomadas pelos governos. A escolha de representantes comprometidos com essa causa é essencial.