O que é uma entrevista para? Os 6 principais usos

Uma entrevista serve para obter algum tipo de informação específica através de um processo de participação e conversa entre duas ou mais pessoas.

A entrevista é um instrumento que se tornou popular e cujo uso foi massificado em diferentes ofícios e práticas profissionais devido à sua natureza genuína e pessoal.

A entrevista é definida como uma conversa que, de acordo com as intenções finais para as quais ela é realizada, fornecerá resultados que possibilitarão avançar com o que foi proposto.

Devido à sua natureza interativa e sua semelhança com as conversas do dia-a-dia entre as pessoas, tem uma base menos limitativa ou formal, o que leva a obter os resultados desejados.

A realização de uma entrevista consiste em realizar um trabalho de pesquisa preliminar e uma série de perguntas cuidadosamente construídas, de uma forma que não prejudique sua função e permaneça em uma mera troca de informações irrelevantes.

Cada entrevista passa por um processo de construção e preparação, cujas nuances mudam dependendo do objetivo.

É usado principalmente em áreas como jornalismo, pesquisa documental, antropológica, etnográfica e sociológica, psicologia, educação e medicina, polícia, pesquisa política ou judicial.

Da mesma forma, processos sociais como inserção laboral estão presentes. Dentro de cada uma dessas áreas, a entrevista foi teorizada de forma diferente.

Usos da entrevista

Jornalismo

A entrevista jornalística é um tratamento do jornalismo, que é utilizado como instrumento para a divulgação de informações gerais ou específicas. A entrevista é usada como o principal meio para obter informações de uma fonte.

Ele não serve apenas como complemento para a obtenção de depoimentos ou dados, mas também como um centro, ou formato de apresentação, se for feito para fontes de alta credibilidade e magnitude, que, através da entrevista, podem apresentar um panorama válido sobre uma situação particular.

Dependendo do objetivo, a entrevista jornalística pode ser utilizada para obter informações sustentáveis, bem como opiniões livres por parte do entrevistado para a apresentação de um produto jornalístico de relevância e relevância.

Talvez lhe interesse, qual a utilidade de elaborar notas durante uma entrevista?

Medicina

Uma parte fundamental da relação entre um médico e um paciente é a aplicação da entrevista como um instrumento para obter o máximo de informação possível sobre a condição do paciente.

Desta forma, o médico tem uma formação maior para trabalhar pela saúde de seus cuidados.

As entrevistas clínicas têm um caráter simples, de modo que o paciente, que é entendido não lida com o mesmo conhecimento e termos que o médico, pode, através de suas descrições, fornecer a melhor noção possível sobre os males que o afligem.

Essas entrevistas são arquivadas como parte das histórias médicas dos pacientes, para que você possa sempre contar com um registro de quais foram os tratamentos dados e recebidos.

Talvez você esteja interessado nas 3 partes de uma entrevista (com o exemplo)

Etnografia, antropologia e sociologia

Em áreas de pesquisa que abordam os comportamentos e fenômenos do ser humano individualmente e na sociedade, a entrevista é necessária para se ter uma melhor perspectiva sobre a amostra ou sobre os comportamentos que se pretende estudar.

As entrevistas realizadas nessas áreas são em sua maioria descritivas, para fins de pesquisa, acadêmicas.

Sua construção é muito mais sofisticada e rigorosa, porque os pesquisadores não podem se dar ao luxo de perder assuntos importantes ou desperdiçar oportunidades com perguntas triviais.

Eles são preparados de acordo com o que foi pesquisado até agora e o que você deseja obter; aborda situações particulares e não se aprofunda nas intimidades do sujeito, a menos que o objeto a ser investigado sejam as relações e interações emocionais dos personagens, em um contexto antropológico ou sociológico.

Essas áreas levam à interação com comunidades que podem não estar na mesma página social que outras, mais próximas do ambiente urbano.

A abordagem através da entrevista deve ser feita com delicadeza e tato, de modo a não gerar rejeição no assunto abordado.

Talvez lhe interesse O que é um roteiro de entrevista?

Trabalho

No mercado de trabalho, a entrevista é considerada o passo fundamental que pode determinar a seleção de um candidato para um cargo ou oportunidade de emprego.

Esse processo submete o candidato a uma avaliação de suas habilidades e aptidões diante de novos cenários que buscam maximizar sua eficácia.

A entrevista de emprego é um estágio em que ambos os participantes se preparam com uma função: o candidato para conseguir o emprego e o entrevistador para saber se o candidato está à altura da tarefa.

A especificidade ou forma da entrevista varia dependendo da área a ser escolhida e do tipo de empresa, uma vez que alguns mantêm processos mais tradicionais e outros os tornam mais flexíveis.

Talvez você esteja interessado em 10 dicas para ter sucesso em uma entrevista de emprego

Investigação Fiscal e Policial

Uma entrevista policial não deve ser confundida com um interrogatório. A entrevista também é usada pelos promotores para obter a maior quantidade de informações daqueles que poderiam ser testemunhas ou que poderiam fornecer algum tipo de conhecimento para a investigação ou resolução de um caso.

Este tipo de entrevistas é algumas vezes conduzido por especialistas que podem ajudar a consolidar um caso melhor quando se enfrentam tribunais.

No caso da investigação policial, serve para complementar os relatórios e fornecer detalhes sobre ângulos ou possibilidades não abordados anteriormente.

Talvez você esteja interessado O que é um relatório de entrevista?

Terapia

Embora a entrevista médica possa ser considerada próxima, as entrevistas utilizadas em alguns tipos de terapia têm um caráter mais flexível e até personalizado.

São realizados principalmente para fortalecer alguns aspectos do paciente, seja memória ou habilidades sensoriais. Eles são nivelados de acordo com o paciente e seu formato e aplicação varia entre os profissionais.

Essas entrevistas permitem um maior grau de inclusão, ao mesmo tempo em que contribuem para que alguns pacientes sintam-se mais confortáveis ​​com sua condição e os avanços que ela apresenta, servindo, da mesma forma, para manter seu próprio registro ou registro do que foi sua terapia

Essas entrevistas podem ser aplicadas ao campo psicológico e até psiquiátrico, quando as condições não apresentam tantos riscos ou instabilidade no paciente.

As terapias de reabilitação física também incorporam a entrevista entre alguns de seus processos, por exemplo.

Talvez você esteja interessado A entrevista psicológica O melhor método de avaliação?