Top 20 Crianças Genie Incríveis (Atual e Histórico)

Os gênios infantis são indivíduos de destaque, caracterizados por terem algumas características, comportamentos e QI muito mais desenvolvidos do que a média, também duplamente surpreendentes, pois geralmente não ultrapassam quinze anos, quando seu potencial é extraordinário.

Destaque-se acima do resto, chamando a atenção das pessoas ao seu redor graças ao seu intelecto. Artes como música ou pintura e ciência como matemática, são algumas das habilidades que dominam estas altamente dotadas.

Abaixo, mostro uma lista de 20 crianças geniais atuais e históricas, bem como algumas diretrizes simples e breves para identificá-las.

Os 20 mais talentosos da história

1- Wolfgang Amadeus Mozart, o músico prodígio

Provavelmente a criança genial mais famosa de toda a história, e é que Mozart já era capaz de tocar o clavicórdio com apenas quatro anos. Aos seis anos, ele sabia compor, o que levou à sua primeira sinfonia às oito e à ópera às doze.

Seus concertos em frente aos poderosos da época deram-lhe rapidamente a conhecer pelo continente, actuando para o príncipe Maximiliano III da Áustria ou na corte imperial de José II de Habsburgo em Viena e Praga.

Sua memória e improvisação eram totalmente prodigiosas, sendo capazes de ler música à primeira vista.

2- Pablo Picasso, o pintor prematuro

O maior expoente do movimento surrealista e cubista também foi considerado um talentoso gênio infantil.

Com quatorze anos, ele já pôde pintar seu primeiro grande trabalho: A Primeira Comunhão, exibida em Barcelona.

Um ano depois, outra de suas pinturas, Science and Clarity, ganhou uma medalha de ouro em Málaga e recebeu menção honrosa na Exposição Nacional de Belas Artes de Madri.

3- William James Sidis, a pessoa mais inteligente da história

Considerado por muitos como a pessoa mais inteligente já vista, William (1898-1944) estabeleceu o recorde mundial até então como a pessoa mais jovem a ter ingressado na faculdade na tenra idade de onze anos.

Além disso, com 8 anos e foi capaz de falar oito línguas, além de ter conseguido desenvolver uma tabela de logaritmos baseada no número doze em que deu uma palestra em Harvard.

Seu QI foi estimado entre 250 e 300, algo totalmente exorbitante para um cérebro humano.

4- Akrit Jaswal, o cirurgião precoce

Akrit Jaswal é considerado uma das mentes mais brilhantes de toda a Índia. Seu coeficiente é 146, o mais alto do país.

Aos quatro anos de idade, ele leu Shakespeare (algo que ele disse no programa da Oprah Winfrey) e, com onze anos, ele se matriculou na Universidade Imperial de Londres. Akrit logo se tornaria um cirurgião.

O menino já afirmou que suas prioridades são encontrar uma cura para o câncer e a AIDS.

5- Bobby Fischer, o melhor enxadrista do mundo

Robert James Fischer foi capaz de jogar em um alto nível de xadrez quando tinha seis anos de idade. Seu aprendizado foi desenvolvido através da leitura dos folhetos explicativos que acompanhavam o jogo.

Seu QI era 184, superando até o próprio Albert Einstein.

Com doze anos ele decidiu não ir mais à escola. O próprio Fischer alegou que preferia ser o melhor jogador do mundo do xadrez do que mais um entre muitos com qualquer carreira.

Na época, ele conseguiu bater o recorde da pessoa mais jovem para obter o título de Grão-Mestre com quinze anos.

6- Kim Ung Yong, o jovem que trabalhou na NASA

Kim Ung Yong era um showman na Coréia. Com apenas um ano, ele já era capaz de manter conversas fluentes, com três anos ele podia ler tanto coreano e japonês, alemão e inglês, e com quatro ele conseguiu resolver cálculos integrais e diferenciais.

Isso o ajudou a demonstrar suas habilidades em um programa de televisão japonês, o que o levou a ser, aos sete anos de idade, convidado a estudar nos Estados Unidos. Ele obteria um Ph.D. em física antes de completar dezesseis anos e assinar um contrato de emprego como pesquisador na NASA.

Hoje dedica seu tempo à publicação de artigos e é considerado um dos homens mais inteligentes do mundo.

7- Sufiah Yusof, de Oxford para prostituir

Uma das mulheres que entrou em Oxford o mais cedo. No entanto, Sufiah teve uma infância difícil porque seu pai era obcecado por ter filhos talentosos.

Para fazer isso, submetido a temperaturas abaixo de zero para que o cérebro receba estímulos que promovam o aprendizado fora do normal.

Com apenas treze anos, e graças à sua habilidade com números, ele conseguiu um lugar na prestigiosa Universidade do Reino Unido. Insatisfeita, ela decidiu fugir e encontrar uma posição em um cybercafe, algo que levou ao trabalho de uma prostituta.

8- Albert Einstein, uma das mentes mais inteligentes da história

Considerada uma das pessoas mais inteligentes da história, seu passado como gênio infantil não passa despercebido.

Inteligente e técnico, suas notas foram do montão sem mais e seu tédio nas aulas - acima de tudo em matemática - era palpável. No entanto, isso o levou a optar por suas próprias idéias e estudos, tornando-se um dos físicos mais importantes da história.

9- Michael Kearney, o jovem com mais diplomas universitários do mundo

Michael Kearney é sobre o jovem com mais diplomas universitários do mundo. Seus dotes já vinham de muito jovens, já que com 10 meses ele conseguia ler e com seis anos se formou no colegial.

Com dez anos, formou-se pela Universidade do Alabama (EUA) e, com dezessete anos, obteve um novo diploma na Universidade de Vanderbilt (EUA). Aos 21 anos, já tinha quatro títulos universitários e com 22 obteve o doutorado.

Kearney entrou no Guinness Book of Records como o jovem com mais diplomas universitários. Em 2006, ele conseguiu ganhar um milhão de dólares no concurso de televisão Gold Rush e 25.000 em Quem quer ser um milionário?

10- Kathleen Holtz, a mais jovem advogada dos Estados Unidos

Nascida em Los Angeles, Califórnia, Kathleen começou seus estudos na universidade aos dez anos de idade, formando-se em filosofia aos quinze anos.

Depois disso, ela começaria a faculdade de direito a se tornar a mais jovem advogada dos Estados Unidos aos dezoito anos, quando a idade média do país é de trinta anos.

11- Rabindranath Tagore, o primeiro Prêmio Nobel de Literatura Asiática

Literatos indianos que podem se orgulhar de ter sido o primeiro asiático a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura.

Graças à sua inteligência, ele foi capaz de escrever seu primeiro poema quando tinha apenas oito anos de idade. Com dezesseis ele já havia publicado sua primeira história e várias peças.

Ele também se dedicou a outros tipos de artes, como pintura ou música.

12- Gregory Smith, a criança indicada para o Prêmio Nobel da Paz

Bacharel em Matemática graças a uma bolsa recebida em dez anos e avaliada em mais de setenta mil dólares.

Gregory Smith sempre teve um temperamento pacifista e foi considerado uma pessoa chave no processo de paz entre os EUA e a URSS durante a Guerra Fria.

Algum tempo depois, ele seria indicado em três ocasiões para receber o Prêmio Nobel da Paz por seu trabalho humanitário em lugares como São Paulo, Ruanda ou Quênia.

13- Colin Carlson, menino prodígio ecológico

Graduado pela Universidade de Stanford (EUA) com onze anos, este jovem recebeu o duplo diploma com honras em ecologia e biologia evolutiva do meio ambiente.

Sua paixão pela ecologia levou-o a lutar em todo o mundo para tentar salvar o meio ambiente e tentar conscientizar a população sobre os problemas que estão ocorrendo atualmente.

14- Shakuntala Devi, o computador humano

Com três anos, e graças aos jogos de cartas com os quais ela jogou com seus pais, essa garota indiana começou a desenvolver uma capacidade matemática talentosa. Foi apelidado como o "computador humano".

Com seis anos, ele fez apresentações matemáticas de diferentes universidades. Sua maior conquista foi multiplicar o número 7.686.369.774.870 x 2.465.099.745.779 em 28 segundos da cabeça.

15- Jacob Barnett, o astrofísico que defende Einstein

Autodidata, Jacob Barnett sofre de síndrome de Asperger. Uma de suas primeiras façanhas foi aprender álgebra, geometria e trigonometria em apenas uma semana. Ele também conseguiu memorizar um roteiro de todo o seu estado, recitando as estradas da memória.

Com oito anos de ensino médio e cursou a Universidade de Indiana (EUA) para dar aulas avançadas em astrofísica.

O jovem Jacob chegou à fama porque está fazendo uma versão estendida da teoria da relatividade de Einstein.

16- Promessa de açafrão

Uma das crianças geniais que está dando mais conversa. Com apenas três anos, o Saffron Pledge já tinha um QI de 140, sendo capaz de formular sentenças complexas e recitar o alfabeto completo.

Açafrão é quarenta pontos acima da média nacional dos EUA e pertence a Mensa, o clube de gênios das crianças.

17- Bill Gates, o mestre da computação e negócios

Ele mal havia parado de engatinhar e sua curiosidade sobre ciência da computação o levou a se tornar uma das pessoas mais ricas do mundo enquanto ainda jovem.

A razão para o seu sucesso deve-se à sua capacidade desde cedo para negócios e marketing, sendo uma pessoa muito inovadora com capacidade de reciclar.

18- Theodore Kaczynski, o professor que se tornou um terrorista

Theodore Kaczynski pode se orgulhar de ter se tornado o mais jovem professor da Universidade da Califórnia (EUA) aos vinte e cinco anos.

Seu QI é 167 pontos, algo que permitiu que ele fosse admitido em Harvard aos dezesseis anos.

Infelizmente, seus ataques foram conhecidos em todo o mundo: ele enviou mais de quinze bombas para diferentes universidades e companhias aéreas, matando três pessoas e ferindo outras 23.

Até hoje, esse filósofo e matemático está cumprindo uma sentença de prisão perpétua.

19- William Rowan Hamilton, a criança que falou treze línguas

Considerado um dos matemáticos mais importantes da Irlanda. Suas habilidades para a língua eram completamente inatas, e isso é que, na tenra idade de cinco anos, o Dubliner já era capaz de falar fluentemente latim, grego e hebraico, além de sua língua materna.

Com treze anos, o número de línguas dominadas aumentou para treze, entre as quais o persa, o italiano ou o sânscrito.

Mais tarde, ele seria nomeado como professor de astronomia, diretor do Observatório Dunsink e do astrônomo real da Irlanda e tudo isso enquanto ainda estudante!

20- Juan Caramuel, filósofo e matemático eclesiástico

Este espanhol pertencente ao século XVII foi uma das mentes mais importantes do seu tempo.

Desde que ele era criança, ele já estava apontando maneiras e isso é que sua inteligência surpreendeu. Sua precocidade ajudou-o a resolver vários problemas matemáticos e até a publicar tabelas astronômicas com apenas dez anos de idade.

Como identificar um gênio infantil?

Abaixo, explicarei uma série de indicações para identificar crianças superdotadas.

- Ao nascer, eles geralmente ficam com raiva se você ficar na frente deles por longos períodos de tempo. Você também notará que, mesmo sendo bebês, eles parecem estar sempre alertas.

- Eles aprendem a andar e falar muito mais rápido do que outras crianças da mesma idade. O normal é que eles obtenham "marcos" mais facilmente do que um menino comum.

- O seu vocabulário e linguagem são bastante complexos e podem criar frases complexas sem qualquer problema.

- Eles sentem um forte desejo incansável de explorar, investigar e entender o ambiente que os rodeia.

Quando eles estão interessados ​​em algo e entendem, eles rapidamente o detestam para tentar encontrar outros objetivos: eles ficam entediados e precisam de novas informações para aprender.

- Os assuntos que mais interessam são as letras e números, optando pela leitura ativa ou resolução de problemas.

- Eles distinguem muito facilmente qual é a diferença entre realidade e fantasia, algo que é muito difícil de observar em crianças comuns que estão na mediocridade.

- Outra das qualidades, e uma das mais curiosas é o fracasso escolar. Na Espanha, as crianças superdotadas ou geniais com insucesso escolar estão 50% datadas. O motivo é devido a diferentes problemas de motivação (eles acham fácil realizar tarefas), auto-estima ou baixa resistência à frustração (quando algo dá errado, é difícil recompor e seguir em frente).

Essas características são as mais comuns, embora, como mencionei, não sejam as definitivas.

Deve-se notar que os diagnósticos reais começam a ser feitos após cinco ou seis anos.

Há exceções, uma vez que houve casos documentados de crianças superdotadas que demoram mais para desenvolver suas habilidades ou têm dificuldade em se relacionar com o meio ambiente.